Publicado em

O presidente da distrital de St. Louis do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), James Bullard, afirmou nesta terça-feira que foi abordado por autoridades da Casa Branca recentemente sobre a possibilidade de servir no conselho de diretores do Fed, em Washington.

A repórteres, ele disse que conversou com "muitas pessoas", mas caracterizou as discussões como "de natureza exploratória" e acrescentou que está feliz no seu cargo atual. Bullard contou ter apontado às autoridades da Casa Branca que o procuraram que integra atualmente o Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), onde são tomadas decisões sobre a taxa básica de juros.

O governo do presidente Donald Trump está procurando candidatos para preencher as duas vagas restantes no conselho de diretores do Fed, que comporta sete integrantes e é responsável por auxiliar na formulação de política monetária e na regulação financeira. Trump frequentemente critica o Fed por, na sua visão, manter os juros básicos altos demais.

Bullard vem mostrando tendência a favorecer taxas mais baixas que alguns de seus colegas e, na reunião de política monetária da semana passada, foi o único voto dissidente ao apoiar um corte de 25 pontos-base dos juros básicos.

Mais cedo, afirmou à Bloomberg TV que não votaria, contudo, por um corte de juros de 50 pontos-base na próxima reunião do Fomc, em 30 e 31 de julho.