Publicado em

PEQUIM (Reuters) - A China informou nesta sexta-feira que está intensificando restrições a empresas do setor imobiliário que buscam captar recursos no exterior, na mais recente medida para reduzir potenciais riscos financeiros.

O planejador estatal do país disse que qualquer nova emissão de bônus no mercado "offshore" por empresas imobiliárias deve ser utilizada apenas para substituir a dívida "offshore" de médio e longo prazos que vence no próximo ano.

"Esta regra tem um poderoso impacto regulatório", disse Yan Yuejin, diretor de pesquisa da empresa de serviços imobiliários E-House China R&D Institute.

"Em outras palavras, as incorporadoras estão agora impedidas de usar a dívida externa para pagar a dívida interna, repor a liquidez e adquirir terras."

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC, na sigla em inglês) disse em um comunicado que as empresas imobiliárias também devem conter os riscos da dívida externa mantendo uma "posição razoável" em suas reservas cambiais.