Publicado em

PEQUIM (Reuters) - A China contará com medidas de reforma baseadas no mercado para ajudar a reduzir a taxa de juros real para as empresas, apresentando alguns planos para ajudar bancos a melhorarem o preço do empréstimo, afirmou o gabinete segundo a televisão estatal nesta sexta-feira.

A China vai reformar e melhorar o regime da taxa referencial de empréstimo (LPR) para ajudar os bancos a precificar seus empréstimos, adicionando prazos de cinco anos ou mais ao prazo atual de um ano, informou o gabinete.

Essa medida permitirá que os bancos determinem os juros sobre os empréstimos com base nas taxas das operações de mercado aberto do banco central, disse o Conselho de Estado depois de uma reunião.

O centro nacional de financiamento interbancário irá calcular e publicar uma taxa de referência para os bancos, disse o gabinete.

As reformas ajudarão a "reduzir significativamente as taxas de juros reais e resolver dificuldades em custos de financiamentos", acrescentou.

Isso vai garantir que os custos médios de financiamento para as pequenas empresas caiam 1 ponto percentual neste ano, acrescentou.

O banco central prometeu unificar gradualmente duas "faixas" de taxa de juros - suas taxa baseada no mercado desenvolvida nos últimos anos e sua taxa de empréstimo e depósito bancários de referência.

Em julho, o presidente do banco central chinês, Yi Gang, disse que a China vai manter sua taxa básica de juros por um período relativamente longo, mas a eliminaria gradualmente na busca por unificar a taxa básica de empréstimo referencial e as taxas baseadas no mercado.

(Por Kevin Yao)