Publicado em

NAÇÕES UNIDAS - A Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) elegeu nesta sexta-feira Alemanha, Bélgica, África do Sul, República Dominicana e Indonésia para um mandato de dois anos no Conselho de Segurança a partir de 1º de janeiro de 2019.

O conselho é o único organismo da ONU que pode tomar decisões de aplicação obrigatória, e tem poder para impor sanções e autorizar o uso da força.

A Indonésia recebeu mais votos que as Maldivas na disputada eleição por uma vaga da região Ásia-Pacífico (144 a 46), e os outros quatro candidatos não tiveram concorrentes --mas os candidatos únicos ainda precisam obter mais de dois terços dos votos da Assembleia Geral como um todo para serem eleitos. Houve 190 votos na eleição desta sexta-feira.

A Alemanha recebeu 184 votos, a Bélgica 181, a África do Sul 183 e a República Dominicana 184 depois de uma rodada de votação. Grupos regionais normalmente combinam os candidatos a apresentar, e as eleições competitivas são cada vez mais raras.

Em um ano típico a Assembleia Geral elege cinco membros novos, que se unem aos cinco eleitos no ano anterior e aos cinco permanentes e detentores de poder de veto: Estados Unidos, Reino Unido, França, China e Rússia.

Os cinco membros que deixam suas vagas no final deste ano são Holanda, Suécia, Etiópia, Bolívia e Cazaquistão.

Os cinco assentos que não serão colocados em votação neste ano são os de Costa do Marfim, Guiné Equatorial, Kuweit, Peru e Polônia.