Publicado em

WASHINGTON (Reuters) - O governo dos Estados Unidos está considerando pagamentos de 2 dólares por bushel de soja, 63 centavos de dólar por bushel de trigo e 4 centavos de dólar por bushel de milho como parte de um pacote de até 20 bilhões de dólares para compensar os prejuízos de agricultores com a guerra comercial entre o país e a China, afirmou a Bloomberg nesta terça-feira.

Mais cedo neste mês, o presidente norte-americano, Donald Trump, pediu ao Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês) que trabalhasse em um novo plano de ajuda aos agricultores do país, à medida que Washington e Pequim intensificam uma disputa comercial que já dura 10 meses, elevando as tarifas sobre produtos um do outro.

A guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo custou bilhões, agitou as cadeias globais de fornecimento e impactou mercados financeiros. Os agricultores norte-americanos, que ajudaram a levar Trump à sua surpreendente eleição em 2016, estão entre os mais severamente afetados pela disputa.

Em 2018, o USDA prometeu 12 bilhões de dólares em auxílio aos agricultores para ajudar a compensar suas perdas, tendo alocado até agora cerca de 9,4 bilhões de dólares, sendo 8,52 bilhões de dólares em pagamentos diretos aos agricultores.

O governo pagou no ano passado 1,65 dólar por bushel de soja, 14 centavos de dólar por bushel de trigo e 1 centavo de dólar por bushel de milho.

(Reportagem de Humeyra Pamuk)