Publicado em

Por Jason Lange

WASHINGTON (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional alertou nesta quinta-feira os Estados Unidos que a intensificação das disputas comerciais ou uma queda abrupta nos mercados financeiros pode apresentar riscos substanciais para a economia do país.

O FMI disse que a economia dos EUA caminha para um crescimento de 2,6% neste ano. Essa projeção fica acima da taxa de crescimento de 2,3% prevista pelo Fundo em abril e foi elevada por conta das condições do mercado financeiro.

Mas o sistema financeiro dos EUA parece cada vez mais vulnerável e as condições financeiras podem se apertar conforme os investidores mostram mais preocupação sobre as disputas comerciais, disseram autoridades do FMI.

"É esse o risco que estamos mais preocupados para a economia dos EUA", disse Nigel Chalk, chefe de missão do FMI para os EUA, em entrevista à imprensa.

Em seu relatório, o FMI criticou os esforços do governo Trump para reformar as relações comerciais globais elevando tarifas, e disse que é especialmente importante resolver a disputa comercial com a China. Essa disputa apresenta ameaça à economia global, disse o FMI.

Trump elevou as tarifas sobre bilhões de dólares em importações chinesas e ameaçou na semana passada aumentar as tarifas sobre todas as importações do México se o país não controlar a imigração ilegal para os EUA.

"O aumento das tarifas de importação e outras medidas adotadas pelo governo estão debilitando o sistema comercial global", disse o relatório.

O FMI também afirmou que os reguladores financeiros dos EUA não têm feito o suficiente para calcular o aumento das vulnerabilidades no sistema financeiro como a alavancagem corporativa historicamente alta. Isso pode fazer com que uma queda financeira atinja os EUA com mais força, disse o FMI.