Publicado em

PEQUIM (Reuters) - As importações de minério de ferro da China em junho caíram em relação ao ano anterior, atingindo o menor patamar desde fevereiro de 2016, mostraram dados da alfândega nesta sexta-feira, quando a oferta das principais mineradoras brasileiras e australianas caiu.

As chegadas da matéria-prima da produção de aço foram de 75,18 milhões de toneladas no mês passado, abaixo das 83,24 milhões de toneladas importadas em junho de 2018 e das 83,75 milhões de toneladas em maio, segundo dados da Administração Geral das Alfândegas.

Para o primeiro semestre do ano, o maior consumidor de minério de ferro do mundo comprou 499,09 milhões de toneladas de minério, queda de 5,9% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados da alfândega.

A oferta do Brasil caiu após o rompimento de uma barragem de rejeitos da Vale em janeiro. Em outros lugares, a Rio Tinto cortou sua previsão para 2019 de embarques da região australiana de Pilbara devido a problemas operacionais.

Os dois países são os maiores fornecedores de minério de ferro da China.

"A oferta de minério de ferro pode não melhorar muito, já que algumas mineradoras planejam manutenção nos próximos meses, enquanto a produção da Vale provavelmente não aumentará em grande parte no curto prazo", disse Richard Lu, analista da CRU em Pequim.

(Por Muyu Xu e Shivani Singh)