Publicado em

WASHINGTON (Reuters) - A construção de moradias nos Estados Unidos caiu pelo terceiro mês consecutivo em julho, em meio a um forte declínio na construção de unidades habitacionais para várias famílias, mas um salto nas licenças para construção para a máxima de sete meses oferece esperanças para um mercado imobiliário com dificuldades.

O início de construções caiu 4,0%, para 1,191 milhões de unidades no mês passado em dado ajustado sazonalmente, informou o Departamento de Comércio dos Estados Unidos nesta sexta-feira. A construção de casas provavelmente foi prejudicada pela tempestade tropical Barry, que inundou a Louisiana em meados de julho.

Os dados de junho foram revisados, mostrando que a construção residencial caiu para um ritmo de 1,241 milhão de unidades, em vez de 1,253 milhão de unidades como publicado anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters projetavam que o início da construção de casas atingiria 1,257 milhão de unidades em julho.

(Por Lucia Mutikani)