Publicado em

LISBOA (Reuters) - Os motoristas de caminhões-tanque de Portugal suspenderão uma greve de cinco dias que provocou racionamento de combustível no país e negociarão com seus empregadores em conversas mediadas pelo governo, comunicou seu sindicato nesta sexta-feira.

Anteriormente, a entidade patronal Antram rejeitou a oferta do sindicato de negociar salários e condições de trabalho melhores, a menos que a greve fosse suspensa ou cancelada.

"O sindicato entende que agora existem condições para todas as partes se sentarem à mesa de negociação", disse o sindicato SNMMP em um comunicado.

"Anunciamos a suspensão temporária da greve a partir do momento em que a reunião, a ser convocada pelo governo, começar" e até a reunião plenária do sindicato, no domingo, acrescentou.

Autoridades do governo e a Antram não comentaram de imediato.

Os caminhoneiros começaram uma greve por tempo indeterminado na segunda-feira, a segunda do ano –em abril a categoria realizou uma ação semelhante e igualmente prejudicial.

(Por Catarina Demony e Andrei Khalip)