Publicado em

PEQUIM (Reuters) - A agência de planejamento estatal da China afirmou nesta sexta-feira que adotará um plano para aumentar a renda disponível neste ano e em 2020, buscando alimentar o consumo no momento em que a economia desacelera.

O plano incluirá reforma do sistema Hukou --um programa de registro familiar que serve como passaporte doméstico e regula a imigração rural para as cidades--, entre outras medidas, disse a porta-voz da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, Meng Wei.

Ela não deu detalhes.

Dados nesta semana mostraram que a economia da China perdeu mais força do que o esperado em julho, com as vendas no varejo indicando cautela do consumo conforme a intensificação da guerra comercial com os Estados Unidos pesa sobre as empresas e os consumidores. No segundo trimestre, o crescimento desacelerou para perto da mínima de 30 anos.

(Reportagem de Stella Qiu e Ryan Woo)