Publicado em

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - O número de norte-americanos que pediram auxílio-desemprego caiu para uma mínima em cinco meses na semana passada, sugerindo que o mercado de trabalho continua forte, apesar da desaceleração do crescimento do emprego.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos EUA tiveram uma queda de 15 mil, para 204 mil (dado ajustado sazonalmente) na semana encerrada em 7 de setembro, nível mais baixo desde abril, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira.

A queda nos pedidos foi a maior desde maio.

Os dados da semana anterior foram revisados para mostrar mais 2 mil solicitações recebidas do que as relatadas anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters previam que os pedidos caíssem para 215 mil na última semana.