Publicado em

ANCARA (Reuters) - O ataque a instalações de petróleo da Aramco na Arábia Saudita foi uma medida recíproca do "povo iemenita" a agressões contra o país, disse o presidente do Irã, Hassan Rouhani, nesta segunda-feira, horas depois de uma coalizão liderada pela Arábia Saudita dizer que a ação foi realizada com armas iranianas.

"O povo iemenita está exercendo seu legítimo direito de defesa... os ataques foram uma resposta recíproca à agressão contra o Iêmen durante anos", disse Rouhani em entrevista coletiva conjunta com os líderes da Rússia e da Turquia.

O grupo houthi, alinhado ao Irã e que controla a capital do Iêmen, assumiu a responsabilidade pelo ataque de sábado, que paralisou mais da metade da produção de petróleo da Arábia Saudita e danificou a maior unidade de refino de petróleo do mundo.

(Por Parisa Hafezi)