Publicado em

MOSCOU (Reuters) - O Ministério da Defesa da Rússia disse nesta quarta-feira que levou dois bombardeiros Tu-160, de capacidade nuclear, para uma região no extremo leste russo, próxima ao Alasca, como parte de um exercício de treinamento.

O jornal do governo russo Rossiiskaya Gazeta disse em seu site que o voo demonstra a habilidade de Moscou de alocar bombeiros nucleares a uma distância de 20 minutos de voo dos Estados Unidos.

O Ministério da Defesa disse em nota que os aviões percorreram uma distância de mais de 6 mil quilômetros de sua base original, no oeste da Rússia, até Anadyr, na região Chuktoka, que está de frente para o Alasca.

(Por Andrew Osborn)