Publicado em

A Arábia Saudita vai pressionar a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) a aprofundar cortes na produção de petróleo antes da planejada oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de ações de sua estatal petrolífera, a Saudi Aramco, segundo fontes com conhecimento do assunto.

A ideia é impulsionar os preços do petróleo e relembrar potenciais investidores da Aramco sobre a considerável influência dos sauditas na Opep, disseram as fontes.

No fim de semana, a Aramco anunciou oficialmente planos de lançar seu IPO na bolsa de valores saudita em 11 de dezembro. Um pouco antes, no dia 5 de dezembro, a Opep e aliados que incluem a Rússia vão se reunir em Viena para discutir o atual acordo de restrição na oferta.

Pelo acordo, Opep e aliados têm procurado reduzir sua produção combinada em 1,2 milhão de barris por dia (bpd) desde o começo do ano, como parte de uma estratégia para dar sustentação às cotações do petróleo.

"Eles (produtores de petróleo) ficarão sob enorme pressão para conseguir (impulsionar os preços) antes do IPO", que acontecerá seis dias depois, afirmou um saudita especialista em petróleo. Fonte: Dow Jones Newswires.