Publicado em

PARIS (Reuters) - O segundo lugar do presidente francês Emmanuel Macron nas eleições para o parlamento europeu na França, ficando atrás do partido de extrema direita de Marine Le Pen, é uma decepção mas não vai trazer mudanças no estilo reformista do governo, disse uma fonte do Palácio do Eliseu neste domingo.

"Existe, é claro, uma decepção", disse a fonte. "Mas o resultado é absolutamente honroso em comparação com a performance de outros presidentes em eleições européias anteriores."

"O objetivo do presidente é intensificar o novo ato de sua presidência em nível nacional, então não haverá mudanças na política", disse um funcionário do gabinete de Macron.

"Nosso objetivo é que os franceses sintam a mudança. Já temos sinais positivos em relação ao desemprego e ao poder de compra."

(Reportagem de Michel Rose e Marine Pennetier)