Publicado em

Por Karen Freifeld

(Reuters) - A equipe de advogados do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou ao procurador especial Robert Mueller que Trump não vai responder mais nenhum questionamento no inquérito sobre a suposta interferência da Rússia nas eleições de 2016, disse nesta quarta-feira o advogado Rudy Giuliani, que representa Trump.

Trump enviou respostas por escrito a perguntas de Mueller no fim de novembro. Em uma entrevista à Reuters, Giuliani disse que Mueller levantou a possiblidade de questões adicionais, mas que a equipe de defesa particular do presidente afirmou ao procurador especial antes do Natal que Trump não responderia.

Os advogados de Trump e a equipe de Mueller não tiveram contato desde então, disse Giuliani. “Até onde sabemos, tudo está encerrado”, disse o advogado à Reuters. “Não ficamos convencidos de que tenham qualquer pergunta para a qual já não tenham a resposta.”

Giuliani disse que a bola está agora com a corte responsável pelo caso. “Eles podem tentar intimá-lo se quiserem”, disse ele. “Mas eles sabem que podemos combater isso como o inferno.”

Peter Carr, porta-voz de Mueller, não quis comentar as declarações do advogado.

Segundo conclusões de agências de inteligência dos EUA, a Rússia interferiu na eleição presidencial de 2016 numa tentativa de favorecer Trump, em detrimento da candidata democrata, Hillary Clinton.

Trump nega qualquer conluio com Moscou, e a Rússia afirma que não interferiu na eleição.

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES