Publicado em

O setor de franquias teve alta nominal de 5,9% no segundo trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2018 – atingindo um faturamento de R$ 43,1 bilhões. Os segmentos de serviços gerais, educação e informática puxaram alta.

Segundo o levantamento da Associação Brasileira de Franchising (ABF), este desempenho foi alavancado pela abertura de novas unidades, ações de ajuste, eficiência operacional e inovação que as redes vêm implementando nos últimos anos e aderência de franquias de serviços. O crescimento moderado reflete uma baixa inflação, demanda desaquecida e confiança oscilante por parte de empresários e consumidores, em parte relacionada à elevada taxa de desemprego e incertezas no período diante da conjuntura econômica. /Agências