Publicado em

Por Tanvi Mehta e Supantha Mukherjee

(Reuters) - A iniciativa da Apple de oferecer gratuitamente seu serviço de streaming durante um ano para cada cliente que comprar um de seus novos dispositivos pode torná-la brevemente o maior serviço por número de usuários do mundo, ultrapassando a Netflix. Mas isso não significa que a Apple manterá a liderança.

De acordo com os planos da empresa anunciados na terça-feira, qualquer comprador de iPhone, Macbook, iPad ou iPod Touch agora terá o serviço de streaming Apple TV+ gratuito e será cobrado 5 dólares por mês apenas se decidir manter o serviço após o final de um ano.

Dado que Wall Street espera que a Apple venda pelo menos 130 milhões de iPhones fora da China nos próximos 12 meses, e que no ano passado vendeu mais de 60 milhões de Macbooks e iPads, isso deve permitir que o Apple TV+ supere facilmente os quase 160 milhões de usuários da Netflix.

Depois disso, no entanto, todas as apostas serão incertas, com a Apple enfrentando a mesma necessidade de novos conteúdos para conquistar assinantes pagos que levou a Netflix a queimar 12 bilhões de dólares em novos programas no ano passado.

Enquanto a empresa passou meses reunindo uma lista de estrelas de Hollywood e novas séries, analistas dizem que os 2 bilhões de dólares que a Apple planeja gastar este ano estão muito longe de garantir os sucessos que precisa para atrair visitantes, independentemente do preço de 5 dólares por mês do serviço.

"Acreditamos que é improvável que a vantagem de 10 anos, o tamanho, o fôlego do conteúdo e o engajamento com os clientes da Netflix sejam prejudicados por um serviço de assinatura da Apple com uma catálogo original relativamente pequeno e sem conteúdo na biblioteca", disseram analistas do Credit Suisse.