Publicado em

SÃO PAULO (Reuters) - A BW Offshore recebeu aval sem restrições do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para a aquisição do campo de Maromba (bloco BC-20A) junto à Petrobras e à Chevron, segundo publicação do órgão antitruste no Diário Oficial da União desta quarta-feira.

A Petrobras detinha 70 por cento do ativo, na bacia de Campos, no Rio de Janeiro, enquanto a Chevron possuía uma fatia de 30 por cento.

"A operação representa uma oportunidade para a BW ingressar e iniciar suas atividades no mercado de exploração e produção de petróleo e gás natural no Brasil", apontou o Cade em parecer, acrescentando que a transação "não enseja preocupações concorrenciais".

A Petrobras informou ao Cade que a venda faz parte de seu programa de desinvestimentos e visa também otimizar portfólio, enquanto a Chevron disse que a operação é estratégica para permitir o foco em outros projetos.

 

(Por Luciano Costa)