Publicado em

SÃO PAULO (Reuters) - A gestora de fundos de pensão canadense Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB) adquiriu 5 por cento das ações ordinárias da Equatorial Energia e poderá buscar eleger conselheiros na empresa em futuras assembleias, segundo comunicado da elétrica nesta quarta-feira.

A Equatorial opera distribuidoras de energia no Pará, Maranhão, Alagoas e Piauí e tem ativos em transmissão e geração.

Estruturada como uma corporação sem controle definido, a Equatorial tem como maiores acionistas as empresas de investimentos Squadra, com 9,9 por cento, Opportunity, com 9,7 por cento, e BlackRock, com 5,7 por cento, segundo informações de seu site.

"O CPPIB informa que não pretende adquirir o controle da companhia, mas pode buscar a eleição de membros do Conselho de Administração em futuras assembleias dos acionistas", disse a Equatorial no comunicado.

A compra das ações foi realizada em parte de maneira direta (3,99 por cento) e parte por meio de fundos de investimetno nos quais a CPPIB é investidora exclusiva.

O CPPIB, um dos maiores fundos de pensão do mundo, já possui negócios no Brasil por meio de parcerias, como uma joint venture com a Votorantim Energia que investe em energia renovável e fechou no ano passado a aquisição da estatal paulista Cesp por cerca de 3,1 bilhões de reais.

A Equatorial fechou recentemente a aquisição de distribuidoras de energia da Eletrobras no Piauí e Alagoas, privatizadas em 2018. A empresa também tem investido forte no setor de transmissão, no qual venceu leilões do governo para construção de novos projetos.

 

(Por Luciano Costa)