Publicado em

Por Diane Bartz

WASHINGTON (Reuters) - O Departamento de Justiça dos Estados Unidos abrirá uma investigação antitruste sobre o Facebook, disse uma pessoa familiarizada com o assunto nesta quarta-feira, marcando a quarta recente investigação antitruste da empresa de mídia social.

O Facebook também enfrenta investigações da Federal Trade Commission (FTC), um grupo de procuradores gerais do Estado, liderado por Nova York e do Comitê Judiciário da Câmara dos Deputados dos EUA.

Grandes empresas de tecnologia, incluindo a Apple, Amazon e Google, têm sido alvo cada vez mais frequente de investigações sobre violação de privacidade e influência de mercado.

O Facebook, controlador do Instagram e do WhatsApp e com 2,4 bilhões de usuários mensais, fechou acordo recentemente para pagar 5 bilhões de dólares por compartilhar dados de 87 milhões de usuários com a extinta empresa de consultoria política britânica Cambridge Analytica.

Representantes do Facebook não se manifestaram nesta quarta-feira.

O Departamento de Justiça dos EUA disse que está abrindo uma investigação sobre plataformas online. Ele não especificou quais, mas afirmou que considerará preocupações levantadas sobre "pesquisa, mídia social e alguns serviços de varejo online".

Nenhuma das agências revelou o foco das investigações sobre o Facebook, embora o Wall Street Journal tenha relatado que a investigação da FTC está focada nas aquisições da empresa.

A maior rede social do mundo comprou quase 90 empresas desde 2003, mostraram dados da S&P Global.