Publicado em

Por Erwin Seba e Scott DiSavino

HOUSTON/NOVA YORK (Reuters) - A maioria das refinarias norte-americanas cujas unidades estão no caminho da tempestade tropical Barry realizaram medidas nesta sexta-feira para manter seus funcionamentos, mesmo com meteorologistas alertando que a segunda tempestade nomeada desta temporada possa se transformar em um furacão pouco antes de entrar em ação neste final de semana.

A Exxon Mobil planeja operar sua refinaria de 502.500 barris por dia (bpd) em Baton Rouge, na Louisiana, durante a passagem da tempestade Barry, que deve se movimentar lentamente pelo Estado neste fim de semana, disseram fontes familiarizadas com as operações da unidade.

As refinarias da Shell em Norco e Convent, ambas na Louisiana, também devem se manter em operação com pessoal essencial, mesmo com o Estado recendo até 61 cm de chuva, segundo fontes com conhecimento das plantas.

A Exxon está tomando medidas para minimizar os riscos das fortes chuvas a seus trabalhadores e equipamentos, disse o porta-voz Jeremy Eikenberry, acrescentando que as unidades de Baton Rouge e outras refinarias na costa do Golfo estão operando normalmente. As operações da Shell também prossigam nas duas refinarias da Louisiana, disse o porta-voz Ray Fisher.

"Chuvas causadoras de inundações podem ser a principal notícia partindo deste sistema, à medida que se direcionam para a Louisiana, com alguns locais recebendo 15 polegadas totais até o início da próxima semana", disse Bradley Harvey, meteorologista da empresa de tecnologias espaciais Maxar .

A tempestade Barry já levou à redução em 59% da produção petrolífera norte-americana no Golfo do México, além de 49% da produção de gás natural na área, segundo o governo dos EUA. [nL2N24D11D]

(Reportagem de Erwin Seba em Houston e Scott DiSavino em Nova York)