Publicado em

SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica Equatorial Energia terá um crescimento de 50 por cento no número de clientes atendidos por suas distribuidoras após fechar a aquisição de empresas da Eletrobras no Alagoas e no Piauí em leilões de privatização realizados pela estatal em 2018, disse nesta quinta-feira o diretor financeiro do grupo, Eduardo Haiama.

Em teleconferência com analistas sobre a compra dos ativos, o executivo afirmou ainda que a Ceal tem 446,8 milhões de reais em contingências e pagamentos em atraso, dos quais ao menos 200 milhões de reais deverão ser quitados pela Equatorial logo após a assunção do controle da distribuidora, o que é previsto para março.

 

(Por Luciano Costa)