Publicado em

Por Rama Venkat

(Reuters) - A varejista de moda Forever 21 registrou um pedido de recuperação judicial no domingo, quando se juntou a uma lista crescente de empresas que sucumbiram ao ataque de empresas de comércio eletrônico como a Amazon.

Desde o início de 2017, mais de 20 varejistas dos EUA, incluindo a Sears e a Toys 'R' Us, entraram com pedido de falência, à medida que mais clientes compram online e evitam grandes shoppings.

A Forever 21 disse que a reestruturação permitirá que ela se concentre na parte lucrativa de suas operações e feche alguns locais internacionais.

"Solicitamos a aprovação para fechar até 178 lojas nos EUA. As decisões sobre quais lojas domésticas serão fechadas estão pendentes, enquanto se aguarda o resultado de conversas contínuas com os proprietários", afirmou a empresa em comunicado por e-mail.

Fundada em 1984, a varejista disse ter 815 lojas em 57 países.

A empresa planeja fechar a maioria de suas lojas na Ásia e na Europa. No entanto, não espera sair de nenhum dos principais mercados dos Estados Unidos.

A Forever 21 continuará suas operações no México e na América Latina.