Publicado em

Por Ahmed Rasheed

BAGDÁ (Reuters) - Um acordo entre a Opep e seus aliados para estender os cortes de produção de petróleo até o final de março de 2020 irá reduzir os estoques, ajudar a estabilizar o mercado e atacar a volatilidade dos preços, disse nesta quarta-feira o ministro do Petróleo do Iraque, Thamer Ghadhban.

Perguntado sobre a posição da Opep quanto aos preços, Ghadhban disse que a visão geral é que 70 dólares por barril ou mais são valores aceitáveis, acrescentando que o grupo de produtores busca preços justos para o consumidor. Atualmente, o petróleo Brent ronda os 65 dólares por barril.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e produtores aliados, como a Rússia, concordaram no início deste mês em prolongar seus cortes de produção, visando impulsionar os preços do produto em um momento em que a economia global se enfraquece e a produção nos Estados Unidos avança.

O Iraque também espera que a navegação no Estreito de Hormuz permaneça aberta e ininterrupta, disse Ghadhban em uma conferência sobre energia em Bagdá.

"Não menos que 18 milhões de barris passam pelo estreito todos os dias... a região precisa se manter estável", afirmou.

Nos últimos meses, a região tem sofrido com instabilidade, com seis navios-tanques atacados desde maio, em meio às crescentes tensões entre o Irã e os EUA.

(Reportagem de Ahmed Rasheed)