Publicado em

O monopólio da Petrobras na produção de combustíveis sempre deixará a precificação vulnerável à interferência política. Para especialistas, apenas um mercado mais aberto pode alterar cenário, independentemente da orientação do governou ou da estatal. “O País precisa de vários produtores”, avalia o analista da Planner Corretora, Luiz Francisco Caetano. Página 3