Publicado em

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O preço médio da gasolina nos postos do Brasil caiu 0,76 por cento nesta semana ante a semana anterior, para 4,297 reais por litro, mostraram dados publicados nesta sexta-feira pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em seu site.

Na quarta-feira, o valor médio cobrado pela Petrobras pelo combustível nas refinarias caiu ao menor nível em 14 meses, em meio a uma redução na cotação do dólar ante o real, um dos parâmetros utilizados pela companhia em sua sistemática de reajustes.

O preço da gasolina da petroleira estatal, que responde por quase 100 por cento do refino no Brasil, vinha caindo desde meados de dezembro diante da depreciação da moeda norte-americana.

Mas outro componente de peso seguido pela estatal em seu mecanismo de reajustes, a cotação do petróleo no mercado internacional,, fechou com ganhos nesta semana, o que contribuiu com uma alta do preço da gasolina da Petrobras nesta sexta-feira.

O repasse dos reajustes dos combustíveis ao consumidor final nos postos depende de diversas variáveis, como margem das distribuidoras e revendedores, impostos e mistura obrigatória de biocombustíveis.

O etanol hidratado, concorrente da gasolina nas bombas, ficou estável, em 2,83 reais por litro.

Já o preço médio do diesel, combustível mais consumido do Brasil, caiu 0,2 por cento nos postos nesta semana, para 3,434 reais por litro, segundo os dados da ANP.

 

(Por Marta Nogueira)