Publicado em

A produção de produtos químicos de uso industrial cresceu 7,65% em outubro ante setembro, e as vendas no mercado interno subiram 5,86%, de acordo com o Relatório de Acompanhamento Conjuntural (RAC) da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim). A utilização de capacidade de produção instalada foi a 77% em outubro, mas as importações cresceram 24,4%, o que fez com que produtos importados ocupassem 42% do mercado local.

De acordo com a Abiquim, a aceleração da atividade econômica entre julho e outubro ajudou a puxar a produção do setor, assim como a sazonalidade, com as encomendas para o Natal e para o período de verão elevando a procura por produtos químicos desde o início do segundo semestre.

Ainda assim, as preocupações com a economia global e as tensões na América Latina devem afetar a produção nos próximos meses.

No acumulado de janeiro a outubro deste ano, a produção caiu 3,79% ante o mesmo período do ano passado, enquanto as vendas internas recuaram 1,15%.

A demanda caiu 6,7%, e a utilização da capacidade produtiva instalada ficou em 71% na média, patamar que é seis pontos porcentuais abaixo do registrado no mesmo intervalo de 2018. A Associação afirma que a ociosidade de 29% está em nível considerado "inadequado" para os padrões de produção de forma contínua do setor químico.