Publicado em

O Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre será divulgado amanhã e analistas já mostram preocupação com o resultado dos meses de abril, maio e junho.

“A nossa preocupação com relação a 2019 não é só com o primeiro trimestre. O segundo também não está com uma cara muito boa”, ressaltou o economista-chefe do Itaú, Mário Mesquita, ontem em evento com jornalistas. O PIB será divulgado nesta quinta-feira (30) pelo Instituto Brasileiros de Geografia e Estatística (IBGE).

O economista do Itaú Luka Barbosa acredita que a apreensão se explica por alguns dados preliminares negativos do segundo trimestre, como os de produção de açúcar, indicadores de confiança e importação de bens intermediários e de capital (máquinas) – um termômetro da atividade industrial.

Nas projeções do Itaú, o PIB dos primeiros três meses do ano deverá vir com queda de 0,2%, em relação ao quarto trimestre de 2018, e alta de 0,4%, ante o primeiro trimestre de 2018. Contudo, para alcançar alta de pelo menos 0,9% no ano fechado de 2019, o indicador precisa sair de queda de 0,2% no primeiro trimestre, para um avanço de 0,5% no segundo trimestre. Por enquanto, a projeção de crescimento de abril a junho é de 0,1%. “Mas é importante destacar que essa é uma expectativa ainda muito preliminar”, reforçou Barbosa.

A dificuldade de alavancar investimentos se deve às incertezas com as reformas. PÁGINA 6