Publicado em

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve aparecer em uma reunião nesta segunda-feira com as principais empresas de tecnologia, incluindo os chefes da Intel e da Broadcom, para discutir a situação da Huawei e outros tópicos, disseram duas pessoas familiarizadas com o assunto.

O assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, presidirá a reunião, que foi confirmada por um funcionário da Casa Branca na sexta-feira. O funcionário disse que os executivos da Alphabet e da Micron também estarão presentes e que tinha sido chamado para discutir assuntos econômicos.

A Qualcomm também foi convidada para a reunião que contará com a presença do secretário do Tesouro, Steve Mnuchin. A reunião não apareceu na programação oficial de Trump.

A Casa Branca, a Intel e a Broadcom não responderam imediatamente a um pedido de comentário.

Os Estados Unidos colocaram a Huawei, maior fabricante de equipamentos de telecomunicações do mundo, em uma lista negra em maio, citando preocupações com a segurança nacional.

A medida proibiu as empresas norte-americanas de venderem a maioria das peças e componentes dos EUA para a Huawei sem licenças especiais, mas Trump disse no mês passado que as empresas norte-americanas poderiam retomar as vendas em uma tentativa de reiniciar as negociações comerciais com Pequim.

(Por Alexandra Alper e David Shepardson)