Publicado em

O supermercado do futuro, no qual o consumidor faz a compra, paga e leva os produtos para casa sem a ajuda de ninguém, já existe no Brasil. A primeira loja autônoma - praticamente sem funcionários - foi aberta em Vitória (ES), há um ano e meio. A segunda, da mesma rede Zaitt, começou a funcionar no bairro paulistano do Itaim, em março. "Somos a primeira loja autônoma das Américas e começamos a funcionar antes da Amazon GO", afirma Christian Abramson, diretor de marketing da Zaitt, referindo-se ao mercado autônomo da Amazon, que abriu a primeira loja em janeiro de 2018 nos EUA.

Zaitt é a forma abrasileirada de como se pronuncia a palavra tempo, em alemão. As lojas funcionam sem vendedor, nem operador de caixa. Para a empresa, o objetivo desse modelo é fazer o consumidor economizar tempo no ato da compra.

Com cerca de 70 metros quadrados, a loja do Itaim tem aproximadamente 500 itens, entre produtos de conveniência, alimentos, bebidas, artigos de higiene pessoal. É uma mistura de loja de conveniência com mercadinho de bairro. Funciona 24 horas, sete dias por semana.

Sem interação humana. Para ter acesso à loja sem atendente, o consumidor tem de baixar o aplicativo da empresa no celular e escanear o QR Code na entrada da loja para abrir a porta. Escolhe os produtos e no corredor de saída, passa por uma antessala, na qual a compra é automaticamente identificada por um leitor de etiquetas de rádio frequência. A lista de compras aparece no quadro, o cliente confirma os produtos e a identidade pelo QR Code e a porta de saída é liberada. A compra é debitada no cartão de crédito.

Foi exatamente para ver como funciona na prática a loja autônoma que o casal catarinense Raniere Poffo e Luciane Poffo, que veio a São Paulo a passeio, na sexta-feira passada, foi ao Zaitt.

Em menos de três minutos, a dupla entrou e saiu da loja com uma garrafa de cerveja, uma de suco e um pacote de salgadinhos. Gastou cerca de R$ 15. "Achei o preço equivalente ao de outras lojas e o fato de não ter fila é muito bom", disse ele, que trabalha com tecnologia.

Pesquisa feita pelo Ibope Inteligência para Associação Paulista de Supermercados (Apas) mostra que o supermercado do futuro é o sonho de 86% dos brasileiros. O autoatendimento está à frente da maior oferta de orgânicos (82%), da entrega de compras (82%) e de programas de fidelidade (77%).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.