Publicado em

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro usou na tarde desta quarta-feira sua conta no Twitter para afirmar que o episódio que levou à prisão de um militar da Aeronáutica que levava cocaína em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) na Espanha é "inaceitável" e que o caso merece "punição severa".

"Apesar de não ter relação com minha equipe, o episódio de ontem (terça-feira), ocorrido na Espanha, é inaceitável. Exigi investigação imediata e punição severa ao responsável pelo material entorpecente encontrado no avião da FAB. Não toleraremos tamanho desrespeito ao nosso país!", disse.

O militar da Aeronáutica foi preso na terça ao portar, segundo fontes relataram a Reuters, 39 quilos de cocaína em três bagagens em uma aeronave militar no aeroporto da cidade espanhola de Sevilha, onde o presidente Jair Bolsonaro faria escala na viagem rumo ao Japão para participar de cúpula do G20.

Na terça, Bolsonaro, que acabou mudando a parada para Lisboa, havia publicado mensagem no Twitter dizendo ter sido informado pelo ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, da apreensão do militar portando cocaína.

 

(Reportagem de Ricardo Brito)