Publicado em

O PSOL do Rio Grande do Sul escolheu a professora Camila Goularte como pré-candidata a vice-governadora do Estado nas eleições 2018, na chapa do vereador Roberto Robaina. Ela tem 33 anos e defende as bandeiras da educação e da causa feminista. A convenção da sigla no Estado, que oficializará a chapa, ocorre no domingo, 22, em Porto Alegre.

Camila afirmou à reportagem que a escolha se deu por uma decisão do partido em colocar uma mulher como companheira de chapa de Robaina, para ressaltar a importância da participação feminina na política. "A ideia, em certa medida, era ter uma mulher jovem como vice do Roberto, para essas pautas relativas à mulher, que são tão importantes hoje", disse a pré-candidata.

Além de Camila, Danielle Lima (PMB) também concorrerá ao cargo de vice-governadora nas eleições 2018 no Rio Grande do Sul.

Camila afirmou que a chapa de Robaina priorizará propostas sobre segurança pública, mas que o fato de ela ser professora contribui para colocar o tema da educação numa posição importante na campanha. "Eu sou professora, e a educação acaba entrando como um contraponto. Sabemos que quanto maior o nível de escolaridade menores as chances de termos o encarceramento da juventude."

Para Robaina, sua companheira de chapa representa a "ascensão do movimento feminista". "A Camila é uma expressão do movimento de mulheres e uma militante fundadora do PSOL, além de ter sido uma das principais protagonistas das manifestações de junho em Porto Alegre", afirmou o pré-candidato, destacando a participação dela nas manifestações de junho de 2013.

Com a escolha por Camila, a coligação PSOL-PCB fechou todos os nomes para as eleições majoritárias. A aliança tem Romer Guex (PSOL) e Cleber Soares (PCB) como pré-candidatos ao Senado. Atualmente, o PSOL gaúcho tem um deputado estadual e cinco vereadores - em Porto Alegre, Pelotas e Viamão.