Publicado em

Nove entidades, entre elas a Confederação Nacional de Indústria (CNI), Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), entregaram ontem uma carta aberta ao presidente Jair Bolsonaro em “total apoio” à reforma da Previdência.

Por meio do documento, as confederações afirmam que o estrangulamento fiscal do Estado brasileiro “em grande medida provocado por um modelo previdenciário insustentável e injusto, que assevera desigualdades sociais é a principal causa da estagnação econômica”.

Na avaliação das entidades, o cenário de “desafios” enfrentado pelas atividades empresariais leva à “certeza de que o País não pode mais prescindir de uma Nova Previdência”. “Confiamos no apoio e no bom senso do Congresso Nacional, que atento ao senso de urgência da situação, certamente irá aprovar uma Previdência justa e sustentável”, conclui a carta.