Publicado em

BRASÍLIA - A admissibilidade da reforma da Previdência não será votada pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara nesta semana, afirmaram líderes após selarem acordo na CCJ.

Segundo o líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), a ideia é votar o Orçamento impositivo nesta segunda-feira, e dedicar a terça e a quarta-feiras a debates na CCJ sobre a reforma.

O líder disse ainda que deve avaliar o cenário após o feriado de Páscoa para que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Previdência possa ser votada na próxima semana.