Publicado em

A maioria dos ministros da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a condenação do ex-presidente Lula por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, mas reduziu a pena no caso do tríplex de 12 anos e 1 mês de prisão para 8 anos, 10 meses e 20 dias.

Com a diminuição da pena, o ex-presidente poderia conquistar o direito a cumprir a pena em regime semiaberto em setembro deste ano. O preso pode ser autorizado a ir para um regime mais benéfico após cumprir um sexto da pena. A defesa terá de fazer o pedido, que caberá ao juiz da Vara de Execução Penal decidir. O ex-presidente está preso desde 7 de abril de 2018 na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR). "Não estou julgando histórias pessoais, pessoas que tiveram em diversas situações condutas sérias, estou julgando se houve a prática imputada pelo Ministério Público", disse o presidente do colegiado, Reynaldo Soares da Fonseca, que deu o terceiro voto a favor da redução./Reuters