Publicado em

Lançada pela Danone em janeiro, a linha Activia de iogurtes pró-bióticos já representa 4,1% do mercado nacional de produtos lácteos frescos. "É um resultado impressionante para um período de nove meses", afirma o gerente de assuntos corporativos, Alberto Bendicho. Segundo ele, a Activia está impulsionando as vendas da empresa e ganha cada vez mais importância.O diferencial desse tipo de produto é a presença de lactobacilos que sobrevivem a todas as etapas da digestão e chegam vivos ao intestino, causando vários benefícios. Segundo Bendicho, o diferencial da linha Activia é a presença do bacilo DanRegularis, uma bifitobactéria diferente dos outros lactobacilos.O Grupo Danone lançou sua primeira linha pró-biótica, chamada Bioactivia, em 1987, na França e na Espanha. "No Brasil detectamos o potencial de 30 a 50 milhões de pessoas com problemas de intestino preguiçoso", afirma o executivo. Para o lançamento no mercado nacional, foram feitas adaptações no adoçamento, na acidez e na textura.Mundialmente, os produtos funcionais, que incluem as linhas Activia e Actimel, representam 20% das vendas da Danone.A Linha Activia traz a versão polpa, nos sabores morango, ameixa e natural e a versão líquida, sabores morango e mamão com laranja. Graças ao sucesso de vendas desse sabor, foi lançada também a versão mamão com laranja em polpa.Em agosto, foram lançados novos sabores, de fibras com cereais e fibras com côco. "Essa versão associou o benefício da linha Activia às fibras", afirma.Este ano, a empresa investiu R$ 35 milhões em produção, desenvolvimento de produto e publicidade, 15% a mais do que no ano passado.O crescimento da Danone ficou por volta de 5% e 7% este ano. "O mercado brasileiro tem muito a crescer e ser desenvolvido", diz Bendicho.De acordo com ele, o consumo destes produtos per capita na Europa Ocidental é de 22,8 quilos ao ano. Na América do Norte esta marca cai para 5,1 quilos. A Argentina também tem um consumo expressivo: 6,2 quilos, contra apenas 4 ao ano no Brasil.O market share da Danone acumulado em 2004 foi de 30% do mercado de lácteos frescos. A empresa lançou 25 novos produtos entre iogurtes e bebidas lácteas este ano.O executivo explica que a empresa adota diversas iniciativas para tornar os produtos mais atraentes ao consumidor. "Há constante inovação e melhoria dos produtos, não somente em termos de formulações, mas principalmente a diferenciação de sabores, e até embalagens, o que garante a oferta do melhor produto", afirma.Outra inovação da Danone foi o lançamento de Corpus Fresh no segmento de iogurtes líquidos da marca Corpus, líder em produtos light. A novidade reúne iogurte e sucos de frutas, contendo apenas 35 calorias.Destaque também para renovação da família do petit-suisse Danoninho, com o acréscimo de zinco em sua formulação. Na marca Danoninho, a novidade é Danoninho Leguts, um petit-suisse com frutas e cenoura.Enquanto nos anos 1970 a tendência dos fabricantes foi agregar benefícios nutritivos aos produtos, como cálcio e vitaminas, na década seguinte, foi a onda do diet e light. Agora, segundo a Danone, é a vez dos produtos funcionais. Outras empresas também têm atuação expressiva nesse mercado.A Nestlé participa com o LC 1 Active, iogurte com pró-bióticos nas versões natural e morango, lançado em 1998. Segundo a Nestlé, seus lactobacilos estimulam as células do sistema imunológico e aumentam a reprodução dos nossos anticorpos.A Yakult fabrica a Sobremesa Láctea Fermentada Sofyl, nos sabores baunilha, morango e maçã, com Lactobacillus casei Shirota.Segundo Bendicho, enquanto os demais iogurtes do mercado auxiliam no equilíbrio da flora intestinal, a linha Activia é dirigida às pessoas com problemas mais agudos de intestino, principalmente as mulheres. Mesmo assim, seu consumo não tem restrições.