Publicado em

Alternativa mais barata aos meios de mídia convencionais, a publicidade nas redes sociais vem mantendo crescimento acelerado. Segundo uma pesquisa global da agência de marketing digital iProspect, o investimento em anúncios em mídias sociais cresceu 40% no segundo trimestre deste ano, em comparação ao mesmo período de 2017.

Para o diretor de mídia da iProspect, André Zanetti, as plataformas online desempenham um papel de reconhecimento das marcas na jornada de compra do consumidor, o que aumenta a eficácia e atrai as empresas. “A tecnologia permite ao lojista customizar e direcionar a propaganda de acordo com o público, o que não acontece na TV e rádio, por exemplo”, analisa.

Além dos dispositivos de direcionamento, as redes sociais conseguem atingir um número maior de empresas de diferentes tamanhos devido ao baixo custo das propagandas. O Facebook, por exemplo, permite que qualquer empresa anuncie investindo a partir de R$ 1 por dia em um sistema de leilão que determina os anúncios de acordo com os perfis.

“Quando o anunciante escolhe o perfil das pessoas que quer mostrar em sua propaganda, o nosso sistema identifica as que têm o maior potencial de gostar e interagir com aquele anúncio”, afirmou o Facebook por meio de nota, acrescentando que nenhum anunciante tem acesso a dados pessoais (como nome, e-mail e número de telefone) dos usuários da base da plataforma. Diferente do Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin, o Pinterest no Brasil não tem publicidade por meio de anúncios, mas sim por meio de parcerias com as empresas. A empresa disponibiliza Pincodes e Shop The Look, ferramentas para aproximar os clientes das marcas e facilitar as aquisições.

Os Pincodes são QR Codes customizados para os clientes escanearem e descobrirem na plataforma ideias e produtos selecionados pelas marcas. Lançada, no Brasil, em novembro de 2017, a ferramenta direciona o usuário a uma pasta ou a um perfil e as marcas podem compartilhar os códigos em lugares como lojas e embalagens. O scanner pode ser realizado com a câmera do aplicativo e qualquer conta corporativa pode criar Pincodes na plataforma.

No caso do recurso Shop The Look, o usuário pode comprar produtos nas categorias de moda e decoração. Para isto, é preciso tocar no item desejado da imagem e o Pinterest dará as recomendações de produtos similares a serem adquiridas nas lojas das marcas.

O estudo mostrou também que, das cinco principais empresas de mídia online no mundo (Facebook Inc., Linkedin, Snapchat, Pinterest e Twitter), a que registrou o maior crescimento global em investimentos em anúncios pagos foi o Linkedin, com 167% comparado ao trimestre do ano anterior. A empresa associou o desempenho da rede social ao alto engajamento dos usuários, que atraem marcas com itens corporativos e de luxo.

Zanetti comenta que, para ajudar o mercado a se adaptar às diferentes ferramentas de anúncios disponibilizadas, as plataformas estão promovendo treinamentos, workshops aos anunciantes e premiando as agências de marketing. “Eu vejo um movimento de educação dos profissionais das plataformas para o mercado pensar como se adaptar ao público de redes sociais”, avalia o executivo ao DCI.