Publicado em

Dois anos após sua criação, a Bradesco Consórcios - líder nos segmentos de imóveis, que em dezembro assumiu o primeiro lugar também em automóveis - ampliou suas cotas em 129,35%, em 2004, em relação ao primeiro ano de operações. Em dezembro, registrou 150,17 mil cotas (o total inclui ainda o segmento de caminhões e tratores), ante as 65,476 mil cotas anteriores.A partir deste final de semana, quando lança campanha em mídia impressa sobre sua liderança em consórcios de automóveis, a empresa dá início às ações de marketing deste ano, visando ampliar em 40% as cotas totais gerenciadas e o faturamento obtido. No ano passado, o valor dos bens consorciados somou R$ 4,32 bilhões."Contamos com forte rede de distribuição em todo o País nas mais de 3 mil agências do Bradesco . Os gerentes receberam treinamento para se familiarizarem com os produtos", disse o diretor presidente da Bradesco Consórcios, Celso Barbuto.Segundo ele, cerca de 90% dos lances do consórcio são realizados por meio de assembléias via Internet ou por telefone.O foco dos consórcios é o varejo - pessoas físicas interessadas em utilizar este formato de compra como poupança para a aquisição de um bem. "Um exemplo é um pai que compra um imóvel para o filho que está cursando odontologia e vai montar consultório ao se formar", disse Barbuto.A taxa de administração cobrada pelos consórcios de automóveis é de 12% em cinco anos, o equivalente a 0,2% ao mês. Em imóveis, são 18% por dez anos, ou 0,1417% ao mês.À frente em veículosEm dezembro, a Bradesco Consórcios conquistou a liderança no segmento de automóveis, com 105,127 mil cotas. O número representou avanço de 172,83% ante as 38,353 mil cotas registradas em 2003 e participação de mercado equivalente a 17,43%. O valor dos bens consorciados foi elevado de R$ 967 milhões para R$ R$ 2,237 bilhões."No segmento de imóveis, obtivemos a maior evolução do mercado - 145,66% - no ano passado e market share de 17,43%", contou Barbuto. O número de cotas passou de 16,261 mil cotas, em dezembro de 2003, para 39,946 mil, enquanto o faturamento cresceu de R$ 1,47 bilhão para R$ 1,761 bilhão. Segundo a Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios (Abac) , as vendas de cotas de consórcios de imóveis tiveram alta de 13% no ano passado, para 114,6 mil.As cotas dos consórcios de caminhão e trator cresceram 46,35%, de 2,373 mil cotas para 3,473 mil cotas, e o faturamento foi elevado em 20,14%, de R$ 268 milhões para R$ 322 milhões.Segundo o Banco Central, o sistema de consórcios obteve recorde de vendas no ano passado - 1,72 milhão de cotas.Valor dos bens colocados no sistema de consórcios já soma R$ 4,32 bilhões