Publicado em

A briga pelos clientes adeptos ao fast-food vai esquentar com o início das operações da Burger King Corporation (BGK) no Brasil. Segunda maior cadeia de fast-food do mundo, a Burger irá investir US$ 20 milhões na abertura de cerca de 50 lojas no Estado de São Paulo, nos próximos cinco anos.Neste primeiro ano de operação, serão investidos US$ 5 milhões para a expansão. Hoje, começa a operar o primeiro restaurante da marca no Shopping Ibirapuera . Até o final de dezembro, outros dois restaurantes serão inaugurados, nos Shoppings Interlagos e Metrô Tatuapé , ambos na cidade de São Paulo.No Brasil, a BGK é representada por um consórcio de investidores liderado pelo empresário Luiz Eduardo Batalha, que atua também nos setores de agronegócios, construção e turismo. O locutor esportivo Galvão Bueno é outro dos nove sócios da marca no País.Para acirrar a guerra publicitária e tirar o sossego da concorrência, a companhia contratou a MPM , de Nizan Guanaes, como sua agência no Brasil. Já é possível ver outdoors espalhados pela capital, com dizeres provocativos: "abaixo a ditadura", "Burger King é opção e pode ser encontrada próxima ao McDonald's" - principal concorrente da marca. "Decidimos iniciar a operação em locais de maior visibilidade, por isso os shoppings. Investimos pesado em campanhas de mídia para a tevê, impressa e outdoors", comenta Batalha, presidente da BGK do Brasil.Para Nish Kankiwala, presidente internacional da Burger King, a América Latina é estratégica e se tornou o alvo da companhia para a abertura de novas unidades. "Há 10 anos, comemoramos crescimento anual de 10%", afirmou.Diferente da concorrente, o hambúrguer da BKG é grelhado na chapa, com sabor similar ao de churrasco. Outra diferença das companhias é no sistema de franquias. Não há máster franqueados e subfranqueados na BGK. Há, apenas, a concentração de um grupo específico, responsável por determinada área geográfica, para atender aos objetivos de expansão da rede.Hoje, a Burger King tem mais de 11.220 restaurantes em todos os 50 estados dos Estados Unidos e mais 62 países e territórios ao redor do mundo. Cerca de 90% das lojas são franqueadas.A companhia detentora da marca, Burger King Holdings Inc., é formada por Texas Pacific Group , Bain Capital e Goldman Sachs Capital Partners . No ano fiscal fechado em 30 de junho deste ano, a Burger King declara ter acumulado vendas mundiais de US$ 11,1 bilhões.