Publicado em

(Reuters) - A AMD está investigando informações de um relatório que afirma que alguns de seus processadores têm vulnerabilidade de segurança, disse a fabricante norte-americana de chips nesta terça-feira.

A empresa de segurança cibernética CTS Labs, com sede em Israel, disse que encontrou 13 vulnerabilidades críticas de segurança e 'backdoors' nas linhas de processadores EPYC, Ryzen, Ryzen Pro e Ryzen Mobile da AMD. As falhas podem abrir sistemas de computadores a ataques cibernéticos, segundo o relatório.

A CTS Labs não respondeu imediatamente a um pedido da Reuters para comentários adicionais.

(Por Shariq Khan)