Publicado em

Uma das maiores empresas de medicina diagnóstica da América Latina, a Diagnósticos da América S.A (DASA), anunciou ontem (21) a aquisição de 100% do capital social do Laboratório Alvaro de Análises e Pesquisas Clínicas S.A. , empresa prestadora de serviços de análises clínicas da cidade de Cascavel, Paraná. Esta informação já havia sido adiantada pelo DCI na edição de agosto. Na ocasião, a DASA anunciou que teria mais R$ 100 milhões em caixa para fortalecer seu processo de expansão, fazendo outras aquisições em todo o País.De acordo com Henrique Bastos, gestor de relações com investidores, o valor negociado foi de R$ R$ 25,6 milhões, a ser pago integralmente com recursos próprios. "A DASA absorverá também o valor total do endividamento bruto da companhia, no valor de R$ 1,8 milhão", diz o executivo.Recentemente a DASA anunciou a aquisição total de capital da Image Memorial S.A. Empreendimentos e Participações Hospitalares , empresa prestadora de serviços de diagnósticos por imagem localizada em Salvador, Bahia.Para o executivo, no próximo ano, a DASA pretende continuar seu plano de expansão orgânico e de aquisições. "Neste aspecto, as expectativas são de abertura de 14 novas unidades, sendo sete standard e mais sete megaunidades. As aquisições devem focar a adição de novas empresas cujo faturamento anualizado em 2006 some os cerca de R$ 100 milhões, replicando as diretrizes estipuladas para 2005", adianta.Entre setembro de 2004 e setembro de 2005, a DASA apresentou crescimento de mais 17% na receita operacional bruta e 8,8% superior no volume de requisições processadas. Em 2004, o grupo teve receita bruta de R$ 491,4 milhões.De acordo com Bastos, o laboratório adquirido ontem conta com 83% de sua receita bruta proveniente da atuação na atividade de apoio a laboratórios, que consiste no processamento de exames de amostras coletadas nos mais de 1,6 mil laboratórios para os quais presta este serviço em quase todo o território nacional. Suas operações estão presentes nas 27 capitais do País. A empresa registrou em 2004 uma receita bruta de R$ 27,3 milhões e, no período de janeiro a outubro de 2005, R$ 32,9 milhões.