Publicado em

SÃO PAULO (Reuters) - A Gol registrou alta de 6,7 por cento na demanda doméstica em junho em relação ao mesmo mês do ano passado, enquanto a oferta subiu 5,9 por cento na mesma base de comparação, informou a empresa aérea nesta quinta-feira.

Com o resultado do mês passado, a Gol fechou o segundo trimestre com alta de 4,2 por cento na demanda doméstica e de 2,9 por cento na oferta.

A taxa de ocupação nos voos domésticos foi de 79,6 por cento em junho, alta de 0,6 ponto percentual em relação ao mesmo mês do ano passado. De abril a junho, a taxa de ocupação foi de 79,3 por cento, alta de 1 ponto percentual.

O resultado do mercado doméstico em junho compensou o desempenho no segmento internacional e puxou a demanda total no mês passado, que teve alta de 4,6 por cento no mês passado, enquanto a oferta aumentou em 4,7 por cento. A taxa de ocupação total no período caiu 0,1 ponto percentual, para 78 por cento.

No segundo trimestre a demanda total subiu 2,5 por cento, enquanto a oferta teve alta de 2 por cento. Já a taxa de ocupação no período subiu 0,4 ponto percentual, para 78,3 por cento.

Em junho, a demanda por voos internacionais teve queda de 16,6 por cento e a oferta caiu 5,8 por cento. Como resultado, a taxa de ocupação foi de 62 por cento, 8 pontos percentuais inferior à verificada um ano antes.

A demanda internacional no segundo trimestre caiu 12,7 por cento, enquanto a oferta teve baixa de 6 por cento. Com isso, a taxa de ocupação em voos internacionais no período de abril a junho foi de 68,8 por cento, com uma queda de 5,3 pontos percentuais.

 

(Por Flavia Bohone)