Publicado em

O grupo DMA Distribuidora , que controla a rede mineira de supermercados Epa / Mart Plus / Boa Praça , que conta atualmente com 53 lojas em Minas Gerais e outras nove no Estado do Espírito Santo, investirá cerca de R$ 5 milhões na abertura de outras quatro unidades em 2005. Todas as lojas estarão localizadas dentro da Região Metropolitana de Belo Horizonte. A primeira, com a bandeira Mart Plus, voltada para um público com maior poder aquisitivo, deverá entrar em funcionamento nos próximos 90 dias e será instalada na zona sul, da capital mineira. As outras três unidades, outra Mart Plus e duas com a bandeira Epa, para um público mais popular, serão abertas no decorrer do ano.Apenas na nova unidade Mart Plus, que está com as obras em andamento, o grupo supermercadista criará pelo menos 450 novos postos de trabalho. Cerca de 150 trabalhadores já estão passando pelo processo de seleção. A nova unidade, que está sendo instalada na Avenida do Contorno, bairro Funcionários, terá 2 mil metros quadrados de área, com 200 vagas de estacionamento e terá 23 caixas. Porém, para a segunda unidade com a bandeira Mart Plus, que será inaugurada em 2005, o grupo não revela detalhes como localização, número de postos de trabalho e data de inauguração. "Isso tudo deverá ser divulgado nos próximos 45 dias, pois ainda estamos resolvendo algumas pendências contratuais", explica o acionista-fundador do grupo DMA Distribuidora, José Nogueira.Para se ter uma idéia, o setor supermercadista mineiro espera criar neste ano de 2005 cerca de 6.000 novos postos de trabalho. Atualmente, o grupo DMA Distribuidora mantém, sozinho, cerca de 6.500 empregados diretos. Com a expansão do número de lojas, a expectativa do grupo é de haja um crescimento entre 4% e 4,5%, no faturamento, ao final do ano. Já o setor no estado estima um percentual de 2,5%. "Os investimentos que vamos fazer são necessários exatamente para garantir o crescimento em um mercado que ainda não se recuperou da retração. O setor ainda se ressente da forte queda na renda da população ocorrida nos últimos anos", diz o empresário.Em janeiro de 2005, indica pesquisa da Associação Mineira de Supermercados (Amis), houve crescimento de 6,5% nas vendas em relação a janeiro de 2004. Quando comparado com o mês de dezembro - período de maior venda dos supermercados - do ano passado, houve recuo de 24%. "Essa queda nas vendas em janeiro, em comparação a dezembro, era esperada. A base de comparação do mês anterior é muito alta", diz Nogueira.