Publicado em

SÃO PAULO - Constrangedor para o resposável e desagradável para quem está por perto. Estas são características do odor que sai do banheiro, logo após ser utilizado, que a paulistana FreeCô promete eliminar. Pelos números da empresa, o produto resolveu o problema de milhares de pessoas. Fundado em 2015, o negócio engrenou no ano seguinte, com a venda de 400 mil unidades do seu spray contra mau cheiro e faturamento de R$ 5 milhões.



Para 2017, a companhia projeta ampliar a receita em 150%, com a venda de 1 milhão de unidades do produto, que é compostos por óleos naturais. Segundo a empresa, são necessárias cinco borrifadas na água do vaso sanitário, antes de utilizá-lo, para evitar a propagação do odor. A substância elimina as bactérias que geram o mau cheiro e também cria uma espécie de barreira.



A ideia surgiu enquanto os empreendedores Rafael Nasser e Renato Radomysler ainda atuavam em sua empresa de aromatizantes Studio D' Essence, que teve início em 2010. Em 2015, os sócios investiram, aproximadamente, R$ 2 milhões para estruturar a FreeCô e desenvolver o spray. Atualmente, eles trabalham nas duas empresas.



"Inicialmente, nosso projeto foi voltado para pessoas físicas, que compravam nossos produtos separadamente em farmácias e supermercados. Porém com o tempo, a FreeCô começou a vender também pacotes para algumas empresas", lembra Nasser.



Uma das unidades da rede de ensino de inglês CNA começou a adquirir o spray há um mês. "O nosso banheiro não ficava muito bem localizado no escritório. Os funcionários se sentiam incomodados de usá-lo. Neste mês de aplicação do produto, já notamos uma diferença de comportamento", esclarece Lívia Baesso, coordenadora de RH da escola.



O preço sugerido do spray, com 60 mililitros da substância, tem preço sugerido de R$ 21,90. A duração de um frasco pode chegar a aproximadamente três meses.