Publicado em

RIO DE JANEIRO - Charmoso, bem acabado e com linhas modernas. O skate concebido pela empresa carioca Fibra Design Sustentável ainda tem o apelo irresistível de ser feito com produtos ecologicamente corretos.

Batizado de 'Folha Seca', o skate é feito de camadas de laminado de pupunha e bambu orgânico, manta de fibras naturais e sintéticas unidas com adesivo vegetal. Esse compensado, chamado de Bioplac, foi desenvolvido pela empresa comandada pelos sócios Thiago Maia, Bruno Temer, Pedro Themoteo e Bernardo Ferraciolie.

"Acreditamos que o apelo não é restrito ao público jovem, porque a proposta associa a sustentabilidade à saúde e ao bem-estar. Como é conceitual, pretendemos apenas fazer uma série limitada do produto", explica Thiago Maia.

Desde o princípio, o produto foi festejado. Em 2008, foi finalista da Volvo SportsDesign e material vencedor do iF Design Awards. Patrocinado pela International Forum Design de Hannover, na Alemanha, esse concurso é reconhecido mundialmente como um dos mais importantes do design industrial.

Com o skate, a empresa também carimbou o passaporte para estar no seleto grupo de 42 designers brasileiros que participaram da exposição Rio + Design, em Milão (Itália), como parte do 48º Salone Del Mobile, maior evento de decoração do mundo e que realizado no fim de abril deste ano. A exposição foi promovida pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Rio de Janeiro (Sedeis), em parceria com o Sebrae/RJ e outras instituições.

A Fibra Design Sustentável foi criada em 2005 a partir da proposta do designer Cláudio Ferreira, que queria desenvolver um compensado de pupunha. Na incubadora da Escola Superior de Desenho Industrial (ESDI), ligada à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) encontrou infra-estrutura e os sócios.

Na ESDI, os jovens profissionais têm condição de desenvolver protótipos e experimentações. Thiago diz que a incubadora tem sido um espaço ideal para a empresa que sempre teve como proposta trabalhar com pesquisa de novos materiais e reforça que essa opção "foi um reflexo natural do estilo de vida pessoal do grupo, que naturalmente se transferiu para o plano profissional". O trabalho deles chamou a atenção de Oskar Metsavaht, diretor de Estilo e Criação da marca carioca Osklen, com quem desenvolvem projetos.

Bicicleta verde

Outra grande mostra da característica da empresa é uma bicicleta feita com laminado de bambu. Denominado de 'Chico', o produto, projeto final de graduação de Temer, tem um detalhe importante: acompanha o desenvolvimento da criança. "Um sistema mecânico ajusta os ângulos do guidon e do banco, o que permite que a bicicleta seja usada até os dez anos de idade. Queremos disseminar o conceito de sustentabilidade e a redução do consumo desde a infância", afirma Thiago.

A empresa está investindo agora na viabilização comercial do 'Banana Plac'. A idéia é que o painel laminado feito com fibra de bananeira e adesivo vegetal biodegradável feito a partir do óleo de mamona possa ser usado como revestimento. A tecnologia já foi transferida para a artesã paulista do Vale do Ribeira Genilda Morais, que eles conheceram quando realizavam pesquisa na região. Por influência dos designers, ela se formalizou e com isso eles puderam fechar uma parceria. A empresa dá suporte técnico para a artesã na fabricação dos painéis e atua como representante de vendas dela.