Publicado em

SÃO PAULO (Reuters) - O governo do Estado de São Paulo e a prefeitura de Guarulhos (SP) devem assinar nesta sexta-feira um convênio para permitir que a companhia estadual de saneamento Sabesp preste serviços de água e esgoto na segunda maior cidade do Estado, e que tem uma dívida com a companhia de 3,3 bilhões de reais.

O comentário foi feito pelo diretor financeiro da Sabesp, Ruy Affonso, durante teleconferência com analistas da companhia realizada nesta sexta-feira.

Segundo o executivo, a assinatura do convênio é mais um passo para permitir que a Sabesp preste serviços diretamente à população de Guarulhos, em vez de para a prefeitura do município.

No mês passado, a Câmara de Vereadores de Guarulhos aprovou projeto de lei que abre caminho para a transferência do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) da cidade para a Sabesp.

"A dívida (de Guarulhos com a Sabesp) é como uma moeda. Evidente que queremos operar lá. Guarulhos é a segunda maior cidade do Estado. É fundamental operarmos lá para termos aumentos em volume (faturado de água e esgoto) e crescermos", disse a presidente da Sabesp, Karla Trindade, durante a teleconferência.

Segundo ela, a dívida de 3,3 bilhões de reais da cidade com a companhia vai ser abatida proporcionalmente ao longo de 40 anos de concessão do serviço de água e esgoto para a empresa.

 

(Por Alberto Alerigi Jr.)