Publicado em

Muito comemorada pelas incorporadoras, a aprovação do projeto de lei que permite reter até 50% do valor do imóvel em caso de desistência da compra (distrato) pode ter “socorrido” o setor imobiliário com atraso. PÁGINA 8