Publicado em

SÃO PAULO - A companhia aérea Gol informou nesta segunda-feira que a demanda total por assentos de seus voos cresceu 6,3 por cento em julho contra um ano antes, enquanto a oferta teve alta de 7 por cento no mesmo comparativo.

Com isso, a taxa de ocupação das aeronaves da Gol no mês passado caiu 0,5 ponto percentual contra julho de 2017, para 81,5 por cento.

No mercado nacional, a oferta (ASK) da Gol subiu 9,6 por cento ano a ano, enquanto a demanda (RPK) cresceu 10 por cento, fazendo a taxa de ocupação doméstica crescer 0,3 ponto, para 82,9 por cento sobre julho de 2017.

Em contrapartida, a demanda para voos internaiconais da companhia desabou 21,8 por cento também no comparativo anual, enquanto a oferta de assentos foi diminuída em 11,8 por cento, derrubando a taxa de ocupação em 8,7 pontos, a 68,4 por cento.

A forte queda da demanda por voos internacionais aconteceu num período de forte alta do dólar frente ao real. No fim de julho, o dólar comercial era vendido a 3,7548 reais, alta de 20,4 por cento em 12 meses.