Publicado em

LISBOA - A Pharol disse que entrou com uma ação contra a Oi no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa para que a operadora de telecomunicações brasileira pague à holding portuguesa uma indenização em dinheiro no valor total de 2,017 bilhões de euros, incluindo juros de mora vencidos e a vencer.

"O comportamento da Oi (...) nas Assembleias Gerais que aconteceram em Lisboa em 8 de setembro de 2014 e 12 e 22 de janeiro de 2015, onde foi decidida a alienação da PT Portugal para Altice, lesou gravemente os direitos e interesses da Pharol e dos seus milhares de acionistas", disse a holding, em comunicado.

A Pharol acrescentou que "a ação baseia-se na responsabilidade civil da Oi, visando recuperar parte dos prejuízos que foram causados à Pharol resultantes da violação de deveres legais e de conduta a que a Oi estava obrigada e de direitos da Pharol e dos seus acionistas".